“Testemunha ocular” do Holocausto Judeu se contradiz em debate na televisão. Mesmo assim, duvidar deste episódio da História – contado através de depoimentos das supostas testemunhas – é crime em vários países.

Em 1989, por ocasião do aniversário de 100 anos do líder alemão Adolf Hitler, a Rede Bandeirantes de Televisão apresentou um debate sob mediação da apresentadora Silvia Poppovic.

Durante o evento, a “testemunha ocular” Ben Abraham se contradiz quando afirma ter permanecido em Auschwitz pelo período de cinco anos e meio. Cerca de um ano após este debate, durante uma entrevista a um canal de TV do Rio Grande do Sul, o mesmo Ben Abraham declara ter ficado em Auschwitz entre duas semanas e duas semanas e meia.

Esta contradição é mostrada pelo editor e escritor gaúcho Siegfried Ellwanger, então proprietário da extinta Editora Revisão.

O vídeo abaixo mostra parte do debate, com as duas declarações da “testemunha ocular do Holocausto Judeu”: